Records of Lodoss War – 2 encontros

olá amigos da 4ª edição,

estava eu assistindo a segunda temporada do desenho Records of Lodoss War, quando notei dois episódios muito bacanas que dariam uma pequena aventura (pode até ser uma mesa aberta em algum evento), com dois encontros.

Encontro 1 nível 5 (1200 XP) – Sala do Tesouro

Set Up

Por algum motivo, os personagens estão atendendo à uma comemoração no palácio do rei, depois de muito comerem e beberem, os heróis resolvem passear pelo castelo para tomar um ar fresco longe da tumultuada pista de dança. Nessa caminhada, eles passam pela entrada da sala do tesouro, que é fortemente guardada por dois soldados aparentemente capazes. Esses soldados são atacados sem explicação e caem mortos. Agindo furtivamente, um elfo negro se encontra no corredor atrás dos guardas, em posição de ataque com uma adaga cravada em cada um deles. Ele espragueja pela falta de sorte de encontrá-los naquele momento e corre para as escadarias do pátio do castelo em posse de algo coberto por panos.

esse encontro inclui as seguintes criaturas:

4 drows adventurers

Táticas

É um encontro difícil, o objetivo é permitir o elfo negro de fugir com o objeto roubado, isso irá engatilhar o segundo encontro.  Para isso, assim que os primeiros personagens decidirem seguir o ladrão, mais 3 elfos negros saem de stealth e atacam violentamente os personagens com seu poder Venomous Slash. A batalha relamente acontece com esses 3 drows que estão bem balanceados com um grupo de 4 personagens de 4º nível. O drow fugitivo, ainda lança uns 2 ataques com shuriken mas logo desaparece. É muito importante abusar do poder Mobile Meele Atack para ganhar muita movimentação pelo cenário e ainda ficar mega ninja foda drow matador sinistro!

Vejam com ficou meu playtest, fiz um pátio com pilastras, corredores, parapeitos e escadas.

Dois soldados guardam a porta da sala do tesouro e os heróis passeiam pelo pátio do castelo.

Os guardas caem mortos e um drow aparece. Ele ataca e foge com algo em suas mãos!

O drow fugitivo corre para a escadaria e para desestimular a perseguição, mais 3 drows aparecem para o combate.

3 ataques com vantagem de combate! Drow é bom demais!

Os drows atacam se movimentando e depois fogem! Ninjas assassinos!

O mago Handrazir em sua função de controller, congela o inimigo fugitivo, imobilizando-o, congela o chão criando terreno difícil para a fuga e depois coloca eles para dormir com seu poder diário sleep!

O mago sózinho impede dois drows de fugirem, controlando os inimigos e o cenário.

O anão dispensa qualquer controle ou ajuda, ele simplesmente corta um dos drows no meio com seu poder diário.

Com isso, o único drow que consegue fugir, é aquele que carrega um ítem de um conjunto que permitirá algum cara muito mal de abrir um portal muito sinistro para trazer ao mundo algum deus pagão. O rei daquele castelo oferece estadia e aconselha os aventureiros à partirem logo pela manhã para o destino onde se encontra o segundo item, na esperança de alcançar o drow fugitivo. Começa então, o segundo encontro, que ainda não testei/joguei!

Encontro 2 nível 7 (1.250 XP) – Presente de Drows

Set Up

No caminho ao local onde se encontra o segundo item que será usado no ritual malígno, os heróis passam por uma importante fortaleza, a Fortaleza Kalahan, fonte militar de soldados e controle das bordas do reino. Lá, eles recebem a notícia sobre uma dupla de aventureiros que foram abordados por um drow. O grupo, imediatamente desce  até as masmorras com o líder do Keep, o Sir Brandis, para conversar com esses dois suspeitos. É um casal de jovens, a menina passa bem, mas o garoto está febril, com delírios e uma aparência mórbida. Ao ser analisado pelo clérico do grupo, se descobre uma forma de vida amorfa negra, pulsante, anexada ao tórax do garoto. Ao tentar curar a ferida, desencadeia a transformação da carne do hospedeiro, mutacionando e se multiplicando até arrebentar com a parede da cela para o lado de fora e se transformar finalmente em uma Hydra Yochlol, serva de Lolth, a deusa dos drows.

esse encontro inclui a seguinte criatura:

1 Yochlol Hydra

Táticas

Temos te tomar muito cuidado nesse encontro, porque como é um solo, o DM tem que ficar atento à:

1 – não deixar a luta ficar estática, é preciso trabalhar o cenário e posicionamento, evitar ser flanqueado;

2 – usar sempre os 4 ataques, não esquecer os 2 action points, valorizar bem o raio;

3 – se mover bastante para explorar o reach 2 e os ataques de oportunidades ao máximo;

4 – dazed ou stunned só com 1 cabeça;

5 – para dar maior progressão e drama à luta, assim que a hydra estiver sangrando, quebre o combate, fazendo ela descer às masmorras onde está o corpo do garoto, que ainda vive!

No caminho, deixe seu grupo recuperar um poder por encontro e gastar um healing surge, o monstro retorna com seus action points.

A batalha começa no alto do muro da fortaleza, quando a hydra começar a sangrar, ela se recolhe para a cela onde se encontra o garoto e a batalha recomeça.

Na cela, os personagens terão duas opções, ou acabar de matar a criatura abissal, da forma tradicional que é zerando os pontos de vida dela, ou realizar um skill challenge onde eles perceberão que, com a morte do garoto, a criatura seria destruída rapidamente.

Skill Challenge – The Source

Complexidade 1 (4 sucessos antes de 3 falhas)

Desafio: Nível dos Jogadores

Objetivo: Destruir a criatura rapidamente.

Perícias:

– Arcana (CD 15, a fonte que fornece energia para tal mágica está no garoto)

– Heal (CD 15, a fonte vital da criatura vem do garoto)

– Insight (CD 15, se matar o garoto a criatura morre)

– Religion (CD 20, o espírito do garoto é o que mantém essa criatura abissal no plano material)

– Poderes criativos que causam dano no garoto vale um sucesso

Sucesso: A criatura é destruída com pouco esforço da parte do grupo, com a morte do garoto.

Falha: Os personagens lutarão até matar a criatura da forma tradicional e o garoto morre mesmo assim.

Esse monstro foi uma armadilha para os perseguidores do drow que possui o item mágico megapower. Agora, os heróis seguirão viagem para o poximo porto, onde tentarão arrumar informações sobre um drow tentando embarcar para a terra do mal total. Fica a idéia, roubada com muito carinho, de 2 episódios, da segunda temporada do desenho Records of Lodoss War, onde os heróis precisam recuperar o ítem roubado e impedir o mal de recuperar os outros itens.

Espero que esse segundo encontro fique tão bacana como o primeiro, que foi bem desafiador mas deu tudo certo no final do playtest.  Aguardo comentários.

Grande abraço à todos e até a próxima,

André RaistlinRJ

Advertisements

Encontro nível 4 (775 XP) – Os mortos Andam!

olá amigos da 4ª edição,

vamos agora relatar o encontro ‘The Dead Walk’ da aventura Keep on the Shadowfel que ficou de fora de minha campanha Umbra Dominium mas é um encontro muito bacana para se divertir com os amigos pela sua simplicidade.

SINOPSE

os aventureiros retornam a Winterhaven e a encontram de portas fechadas, Lord Padraig está na pequena torre que se encontra em cima do portão da cidade e pede ajuda aos heróis desesperadamente…

“Amigos, precisamos de sua ajuda! O cemitério! Algo de macabro acontece por lá! Os mortos estão se levantando!” Lord Padraig

O grupo então corre para o cemitério mas o encontra aparentemente vazio.

Mapa do cemitério

Reconstituição do cemitério de Winterhaven.

O grupo entra e caminha por entre as criptas, observando e investigando o local. A terra onde se encontram uma série de lápides, parecem ter sido mexidas à pouco tempo.

“O caminho parece estar limpo!” Thordek the Red

Thurlik não confia na calmaria e resolve investigar sozinho o primeiro mausoléu, se teleportando para seu telhado afim de arrumar uma maneira de entrar.  Quando os heróis se encontram entre os duas criptas, diversas covas explodem e esqueletos armados saem do chão para atacá-los.

Thurlik no telhado e os esqueletos se erguendo de suas covas!

O mago Handrazir e a clérica Khaillan acabam no meio de dezenas de mortos-vivos!

Khaillan, clérica de Selune.

Handrazir, Red Wizard of Thay

O cemitério é tomado por esqueletos armados e zumbis!

O mago, a clérica e o anão no meio de todos os mortos-vivos!

Os zumbis se aproximam rapidamente!

Ao final de cada turno, uma pessoa escondida no mausoléu atirava um flecha certeira em quem estivesse mais perto. Era a ranger elfa do mal Ninaram que, junto com sua ficha,  utilizei um template de ranger para usar um poder at-will, um por encontro e um diário, bem como um action point. Isso deixou a batalha muito mais interessante, épica e mortal.

Thurlik se atrapalha ao mirar nos zumbis com sua crossbow e cai do telhado!

A batalha acontece sempre com muita tática tanto da parte dos jogadores como da parte dos monstros. Metade dos esqueletos atacam a clérica já que o assassino vira sombra quando toma qualquer dano e desaparece do conflito imediato. A outra metade fez montinho no anão dando vantagem de combate para vários esqueletos que o flanqueavam. Mas, com o seu poder de encontro de 3º nível chamado de Sweeping Blow, ele detona todos de uma vez em um burst de 1 matador de minions!

“Ninguém segura Thordek!” o anão grita mas está com duas flechas cravadas em suas costas!

Thurlik resolve chutar a porta na tentativa de pegar a elfa de surpresa, mas ela já tinha fugido pelo que parecia ser uma passagem secreta. Ele resolveu perseguir Ninaram e recebeu 2 flechadas devido à 2 ataques duplos com o uso do action point. Ninaram, apesar de ferida, ainda possuia seus ataques de ranger. Mas não foi suficiente para sobreviver aos ataques das sombras do assassino bem como sua movimentação no mapa.

Passagem secreta !

Foi um encontro muito bacana, o mago e a clérica cuidaram dos zumbis e dos ferimentos do grupo, o assassino perseguiu e detonou Ninaram e o anão destruiu todos os esqueletos. Foi uma jogada clássica com os 4 roles completos.

Acho que consegui resolver uma questão sobre a 4ª edição: sempre que fazia um vilão memorável, colocava neles, poderes que normalmente os personagens dos jogadores possuiam. Não conseguia fazer isso na 4ª ed porque entendia tudo como ficha de monstro daquele encontro em questão (coisa que nunca fiz nas edições anteriores, sempre criei minhas aventureas e encontros) e não entendia como meu super mega power evil cleric não podia fazer um healing word ou cure light wounds. A solução são os templates, um jeito simples e prático, como toda a 4ª ed para os DMs, onde você coloca poderes bacanas em ficha que ja são muito boas mas, às vezes, merecem um pouco de tempero.

é isso, com esse relato, eu pretendo inaugurar uma categoria de postagens sobre minhas experiências com pequenas e rápidas delves.

grande abraço,

André RaistlinRJ

Matador de Undeads!

olá amigos da 4ª edição,

vamos agora finalizar o primeiro nível da Fortaleza do Pendor das Sombras,

uma vez fora do domínio dos goblins, os personagens decidem investigar a parte mais sombria daquele lugar, antes de seguirem para o nível inferior. O grupo se dirige para as catacumbas onde estão as criptas dos cavalheiros que viviam na fortaleza e foram traídos pelo paladino caído Sir Keegan. A porta da tumba é aberta, a temperatura cai, a humidade e o mofo são insuportáveis, a escuridão, absoluta. Imersos nesse silêncio sepulcral,  escolhas certas irão selar o destino dos aventureiros!

Alegria da minha vida ! Tenho uma paixão absurda por undeads, acho simplesmente um vilão digno de qualquer plot, pensem comigo, vai do completo imbecil comedor de cérebro até um dragão ou mago lich super mega inteligente e com vários poderes necróticos! São políticamentes corretos de matar, até pro lawful stupid!

Relato das outras sessões dessa aventura:

sessão 1: Conversão Keep on the Shadowfell para Forgotten Realms – “Estranhos em Winterhaven”

sessão 2: Ei, Ninaran, viemos te pegar ! – “Dia da caça”

sessão 3: Kobold’s Lair – “Kobold Killer”

sessão 4: Sir Keegan, descanse em paz ! – “Fortaleza do Pendor das Sombras”

SINOPSE

Winterhaven está sob ameaça de um culto malígno que sequestrou e assassinou diversos moradores da cidade. Essa presença do mal na região desencadeou uma série de problemas envolvendo as ruínas de uma velha fortaleza e o aparecimento de grupos de humanóides que estariam roubando os locais e prejudicando as rotas de comércio.

Depois de enfrentarem kobolds e goblins, o grupo parte para encontrar o túmulo de Sir Keegan, onde esperam descobrir alguma resposta para impedir que Kalarel abra a fenda para o plano das sombras.

Os outros encontros podem ser lidos em meus relatos anteriores de sessão  “Estranhos em Winterhaven”, “Dia da caça”, “Kobold Killer” e “Fortaleza do Pendor das Sombras”.

HERÓIS

Thurlik

Human Assassin lvl3

Thordek

Dwarf Fighter lvl3

Handrazir

Human Wizard lvl3

Gronark

Human Barbarian lvl3

vamos ao relato da sessão 5 –“Undeads!”

MISSÃO

presseguir com o dungeoncrawler e ganhar acesso ao segundo nível para confrontar Kalarel com o objetivo de pôr um fim nas atividades de seu culto malígno.

sessão Fortaleza do Pendor das Sombras 2 – Matador de Undeads

Uma vez dentro daqueles corredores húmidos, mofados, cheirando à morte e impregnados com o puro mal, os heróis se deparam com estranhas runas gravadas em vários trechos. O mago Handrazir, famoso mago da robe vermelha de Thay, que diferente de outros magos de Forgotten, teve seus poderes arrancados pela spellplague, aconselha o resto do grupo a não encostar naquilo.  O anão Thordek, se sentindo diminuído por seus colegas pela dificuldade em pular aqueles estranhos símbolos arcanos, acaba pisando em um deles, acionando uma armadilha enlouquecedora necrótica que forçou todos os personagens, que falharem seu save, à correrem em direção do mausoléu dos cavalheiros da fortaleza. O único que consegue se livrar da armadilha é o assassino Thurlik, que se esconde nas sombras esperando qual próximo passo ele deve tomar.

Thurlik consegue se controlar enquanto os outros correm em direção aos zumbis !

Handrazir, Thordek e Gronark correm desesperados com sangue escorrendo dos ouvidos pela armadilha necrótica!

Esqueletos dos cavalheiros da ordem de Sir Keegan se levantam para lutar contra os invasores da fortaleza!

Poder por encontro do bárbaro, além de acertar ainda causa dano em em blast de 3 ! Minion Killer !

Thurlik agindo furtivamente, ganha vantagem de combate e elimina todos os lacaios esqueletos! Metal Gear Solid Snake !

Todos realizam perfeitamente seu papel, os morto-vivos são eliminados, o mago fica distante do corpo-a-corpo e o assassino passa geral!

Na sala seguinte, eles encontram diversas tumbas ornamentadas em alto relevo com imagens de cavalheiros repousando. Thurlik logo se empolga com a riqueza daquilo tudo e resolve abrir uma cripta para pilhar seu conteúdo. Simultâneamente, as 10 tumbas explodem suas portas, liberando os esqueletos dos cavalheiros que morreram e foram amaldicoados à ali ficarem.

Thordek e Thurlik encurralados no canto, Handrazir e Gronark no meio da pancadaria!

“Temos que abrir caminho até o mago!” Thordek, the Red

Com seu teleporte das sombras, Thurlik já se encontra em posição de vantagem !

A situação não está boa para o mago e para o bárbaro !

O anão Thordek corre e consegue chegar até o resto do grupo, mas é tarde…

… Gronark, o bárbaro caiu no chão e está morrendo !

“Faith Healing !” Handrazir, mago robe vermelha de Thay

Com a recuperação milagrosa do bárbaro, o resto dos esqueletos foram eliminados e os heróis abrem a cripta do Sir Keegan. Ele se encontra ajoelhado, rezando para que seu deus lhe perdoe de todas as suas falhas. Como o grupo já conhecia sua história, resolveram todos, através de desafio de perícias, convencer o Sir Keegan à ajudá-los a impedir que a fenda para o plano das sombras se abra novamente, liberando o dragão Shadraxil.

Com o excelente uso de suas perícias, o assassino Thurlik se faz parecer um verdadeiro guerreiro da luz e recebe de presente a espada mágica Aecris de Sir Keegan, para que ela possa se redimir, onde ele falhou.

“Vamos contar o lucro !” Thurlik

Com a bénção do Sir Keegan, os heróis se dirigem às escadas que os levarão para os níveis inferiores , onde eles esperam encontrar Kalarel e impedir seus planos.

até a próxima sessão !

André RaistlinRJ

Sir Keegan, descanse em paz !

olá amigos da 4 edição do Dungeons & Dragons,

vamos continuar com o reporte de sessão da aventura clássica Keep on the Shadowfell. Com o toque mágico de trazê-la para o universo de Forgotten Realms, o grupo agora enfrenta o primeiro nível da Fortaleza do Pendor das Sombras, onde lutarão com goblins, zumbis, esqueletos, armadilhas necróticas e o fantasma do paladino caído, Sir Keegan!

Relato das outras sessões dessa aventura:

sessão 1: Conversão Keep on the Shadowfell para Forgotten Realms – “Estranhos em Winterhaven”

sessão 2: Ei, Ninaran, viemos te pegar ! – “Dia da caça”

sessão 3: Kobold’s Lair – “Kobold Killer”

sessão 5: Matador de Undeads! – “Fortaleza do Pendor das Sombras 2”

SINOPSE

Winterhaven está finalmente livre da ameaça dos Kobolds e de seu líder Irontooth, mas o grupo percebe que existe uma força maior organizando e controlando toda essa operação malígna. De acordo com as investigações, existe um líder do mal chamado Kalarel que está utilizando a antiga fortaleza abandonada para conseguir realizar seus objetivos. Tudo indica que ele pretende abrir a fenda que mantém preso o dragão das sombras Shadraxil.

Os heróis partem direto para a fortaleza, onde, baseado em relatos dos moradores locais, esperam enfrentar goblinóides e mortos-vivos.

Os três primeiros encontros podem ser lidos em meus relatos anteriores de sessão  “Estranhos em Winterhaven”, “Dia da caça” e “Kobold Killer”.

HERÓIS

Thurlik

Human Assassin lvl3

Thordek

Dwarf Fighter lvl3

Handrazir

Human Wizard lvl3

Gronark

Human Barbarian lvl2

vamos ao relato da sessão 4 –“GoblinHome”

MISSÃO

a missão é acabar com as operações malígnas que estão ocorrendo perto da cidade de Winterhaven e com isso, tentar deter o avanço do domínio de Netheril e de Sembia, que querem finalmente, conquistar Cormyr e as Dalelands.

sessão Fortaleza do Pendor das Sombras

a sessão foi  boa demais, como sempre, os heróis se superaram novamente mostrando bastante desenvoltura na hora de dar dano nos inimigos. Os jogadores interpretaram muito bem seus personagens, sempre adicionando à narração. Meu personagem, o mago Handrazir, ficou bastante genérico pela falta de tempo que tenho para dedicar à ele, mesmo assim, achei bem interessante. Fiz questão de imprimir na escala certa todo mapa que usaríamos nesse primeiro encontro (áreas 1 a 5), mas achei sacanagem da WotC em não colocar um mega mapão das partes subterrãneas da Fortaleza, níveis 1 e 2.

Todas as batalhas correram muito bem me deixando ainda mais confiante no balanço das aventuras prontas. O assassino Thurlik se separou do grupo em uma perseguição e foi surpreendido pelos goblins sharpshooters fugitivos que o fuzilaram, sorte dele que possui uma série de poderes das sombras que o protegem. É o Gara das sombras, ao invés de areia do deserto, são as sombras da Shadowfell que o protegem sempre!

Usando suas habilidades furtivas, ele achou uma porta secreta e pegou o Balgron roncando em sua cama. O gordão foi pro saco, nem deu tempo de fazer barulho. Depois disso, foi massacre total, os heróis foram entrando em todas as salas e matando tudo o que viam pela frente. O anão e o bárbaro atacaram com charge e usando seus respectivos Action Points abriram caminho pela horda de goblins lacaios e guerreiros. O goblin torturador deu um pouco de trabalho por causa de sua armadura mágica, mas não resistiu ao poder diário Sharingan do assassino, que ficou louco de felicidade com sua nova armadura resist all 10 quando estiver sangrando.

Tiles impressos, miniaturas dos personagens na mesa, é hora da batalha!

O grupo todo reunido.

é isso, infelizmente não pude tirar fotos, mas a continuação, que são as catacumbas dos soldados da fortaleza e do próprio Sir Keegan, terá bastante foto!

abraços,

André RaistlinRJ

Kobold’s Lair

olá amigos da 4ª edição de D&D, continuamos com os relatos de aventura Keep on the Shadowfell em Forgotten Realms.

Relato das outras sessões dessa aventura:

sessão 1: Conversão Keep on the Shadowfell para Forgotten Realms – “Estranhos em Winterhaven”

sessão 2: Ei, Ninaran, viemos te pegar ! – “Dia da caça”

sessão 4: Sir Keegan, descanse em paz ! – “Fortaleza do Pendor das Sombras”

sessão 5: Matador de Undeads! – “Fortaleza do Pendor das Sombras 2”

SINOPSE

o grupo de aventureiros formado pelo peculiar anão Thordek, pelo mago Handrazir, pelo bárbaro Gronark e pelo misterioso shadow rogue Thurlik é atacado às portas da cidade de Winterhaven por Koboldos foras-da-lei. Quando a batalha parecia estar sob controle, novos gritos ecoam anunciando a chegada de novos participantes. Uma menina linda corre gritando e chorando, toda suja de sangue, de um segundo grupo de Koboldos, mostrando que essas criaturas estão organizadas e não estão ali de bobeira. Foi realmente um primeiro encontro bem bacana que serviu para apresentar o novo sistema de regra aos jogadores.

o grupo salva a menina Khaillan dos Koboldos e a levam para o templo de Chauntea onde encontram a irmã Linora, a tutora da menina e líder espiritual do templo local. Com as consequentes conversas dos personagens com os locais da cidade, fica logo evidente que dois nomes se destacam dos demais: Bairwin, o comerciante e Ninaran, a elfa caçadora. Esses dois encontros podem ser lidos em meus relatos anteriores de sessão  “Estranhos em Winterhaven” e “Dia da caça” .

HERÓIS

Thurlik

Human Assassin lvl2

Thordek

Dwarf Fighter lvl2

Handrazir

Human Wizard lvl2

Gronark

Human Barbarian lvl1

vamos ao relato da sessão 3 –“Kobold Killer”

MISSÃO

finalmente os heróis se dirigem  para o lar dos Koboldos para por um fim ao terror criado pelo goblin bombadão conhecido como Irontooth, líder desse grupo reptiliano.

Irontooth

sessão Kobolds Lair

o encontro foi muito bom, mostrando novamente aos jogadores que seus personagens podem cair. O bárbaro lutou muito bem mas teve um momento em que ele foi impalado por vários koboldos de lança que o perfuraram de todos os lados deixando ele no chão, negativo nos pontos de vida.

O anão impressiona sempre com sua capacidade de: 1 – tomar muita porrada e não cair 2 – recuperar rápido seus pontos de vida e 3 – atacar um porradasso, isso tudo em um único turno!

a pancadaria do lado de fora foi muito bacana pela diversidade de inimigos e de lugares que favoreciam ataques furtivos.

Entrada da caverna lar dos koboldos.

a quantidade de minions (lacaios) deixa tudo muito tenso, o clima é de desesperança. É impressionante o nível da imersão quando jogamos com mapas, minis e alguns props ambientando o 3D da cena. No interior da caverna, são duas ondas que formam um único encontro com 17 inimigos, sendo um deles, um dos mais memoráveis de toda a aventura. A elfa arqueira Ninaran foi muito bacana de interpretar pelo background dela de ser uma elfa caída, uma elfa do mal. Mas o Irontooth tinha um carisma à parte que interpretei como um devoto fervoroso de Shar e usei ao máximo minha humilde habilidade tática com as regras da 4ª edição. Foi um combate bem difícil, por um momento, achei que não fossem conseguir mas o poder diário do assassino e do anão tiram absurdamente muito PV. O poder do Thurlik é uma versão D&D daqueles selos amaldiçoados que vemos muito no Naruto, o nome do poder é Targeted for Death onde o alvo é exterminado pelos poderes das sombras através de um olhar super sharingan.

todos os poderes do assassino giram em torno das sombras indicarem pra ele qual é o melhor lugar para realizar o ataque mais eficaz, os shrowds mostram as fraquezas de qualquer defesa ou armadura utilizada por um inimigo. As sombras também o auxiliam na hora da fuga, pois ele possui um feat que o torna insubstancial sempre que leva algum dano. O único que não apanhou foi o mago Andrazir, pois atuou perfeitamente diante de sua função. Foi magnânimo no assassinato de quase todos os lacaios através de seu poder diário guerreiro super saiadin onde manda seu míssel mágico também como uma minor (vai ser nerfado assim no c$%#lho!). Fora o mago, todos apanharam bastante do bombadasso Irontooth!

um dos inimigos resolve largar o campo de batalha e correr para a caverna na tentativa de avisar seu líder sobre o ataque, com isso, os aventureiros são recebidos por uma tropa de koboldos lacaios bastante organizados que deram bastante trabalho pelas estratégias utilizadas. Muitos poderes fantásticos em inimigos relativamente simples que deixaram a batalha muito divertida, poderes como Incite Faith, Mob Attack, Shifty, Dragonshield Tactics, Dragon Breath,….

novamente, o mago super saiadin e o poder at-will do bárbaro Howl of Fury, onde ele detona um dano sonoro de modificador de CON em um blast de 3, foram suficientes para detonar os lacaios. A figura sombria do Thurlik utilizou de uma entrada secreta da caverna usada para circulação de ar, se infiltrando, ganhando assim vantagem de combate sobre a wyrmpriest, que morreu agonizando com o poder frio das sombras. Coube ao anão Thordek, abrir caminho por entre os lacaios e engajar os mais sinistros, os dragonshields e o skirmisher. O chefão Irontooth chega com tudo, utilizando de seus poderes de ataques duplos, táticas góblins e alto PV.

porém, os jogadores foram espertos, guardaram seus poderes diários e utilizaram várias técnicas de combate como flanco, stealth e sneak attack. Depois do último capanga cair, Irontooth grita para sua deusa: “Shar, eu estou indo lhe encontrar……me espere!” e começa a desferir o que seriam seus últimos ataques nessa vida.

tudo bem, o grupo consegue derrotá-lo, mas tanto o anão, como o bárbaro, saíram sangrando e com pouquíssimos PVs. Thurlik também se machucou, mas bem menos que os guerreiros.

o grupo segue seu caminho de volta para a cidade de Winterhaven com bastante moral, afinal, destruíram o culto do mal da pequena cidade e deram uma solução ao grave problema dos Koboldos na estrada, liberando-a para o comércio.

mas a cidade não é mais a mesma, seus habitantes estão inquietos, ansiosos e mal-humorados. Fica claro que aquilo era apenas a ponta do iceberg. Através das pesquisas do sábio Valthrum, os personagens descobrem sobre a verdade da fortaleza, sobre o dragão das sombras e sobre a triste história do Sir Keegan. Depois de um descanso bem merecido, antes do nascer do sol, o grupo de aventureiros se dirige para as ruínas da Fortaleza do Pendor das Sombras….

… mas esse é outro reporte!

abraços,

André RaistlinRJ

Ei, Ninaram, viemos te pegar !

olá amigos aficcionados por D&D 4ª edição,

Relato da primeira sessão dessa aventura:

sessão 1: conversão Keep on the Shadowfell para Forgotten Realms – “Estranhos em Winterhaven”

sessão 3: Kobold’s Lair – “Kobold Killer”

sessão 4: Sir Keegan, descanse em paz ! – “Fortaleza do Pendor das Sombras”

sessão 5: Matador de Undeads! – “Fortaleza do Pendor das Sombras 2”

“Dia da Caça”

neste post, falarei sobre a batalha que envolveu os personagens e Ninaran, a elfa espiã contratada por Kalarel para “ficar de olho” na cidade de Winterhaven.  Ela possui uma cabana fora da cidade mas prefere passar suas tardes no Wrafton’s Inn, a taberna local, escutando as pessoas e garantindo que ninguém suspeite das atividades da fortaleza. Também é o ponto de contato com o goblin Irontooth, que mantém os kobolds organizados.

Ninaran relaxa tomando uma taça de vinho élfico.

O grupo de aventureiros.

Mapa da cabana da caçadora.

Reprodução do mapa com props de primeira!

Visão lateral da cabana.

Visão dos fundos.

O grupo está preparado para a batalha.

E a batalha começa!

O grupo se divide.

Guerreiro com mago……assassino com bárbaro.

Thurlik usa seu poder das sombras escapando dos ataques!

Ele avisa: “são 5 inimigos, lobos sombrios e lagartos!”

O bárbaro segura os wyrmlings como pode!

Enquanto o mago e o anão lutam contra lobos das sombras!

Ninguém segura Thordek, ele e Handrazir estão quase na porta da frente!

Depois de ajudar o amigo à cuidar dos wyrmlings, Thurlik decide encarar Ninaran sozinho! Ela lança uma flecha certeira no bárbaro, fecha a porta e dá de cara com Thurlik no meio da sala. Ele usa seu falcão para entrar pelo buraco do vidro da janela que a elfa usara anteriormente para atirar nos heróis. Com uma criatura próximo do assassino, ele usa seu poder de movimento pelas sombras, entrando na cabana de forma sorrateira. Mas Ninaran estava preparada, chutando o bárbaro nos peitos, ela foge pela porta dos fundos.

“Você vai morrer, elfa! Comece à rezar!” Thurlik

Visão periférica, dentro e fora da cabana.

Mesmo encurralada pelo mestre assassino, ela foge pela porta dos fundos.

E tenta a sorte pela floresta.

Mas Thurlik é muito mais rápido.

de volta à Winterhaven o grupo se prepara para acabar de vez com a ameaça dos Kobolds que mantém um lar nas montanhas.

conversão Keep on the Shadowfell para Forgotten Realms

olá compnaheiros de D&D 4ª edição,

sei que estou atrasado no cronograma nerd D&D 4ª ed mas ontem jogamos 2 encontros fantásticos da adaptação para a aventura Keep on the Shadowfell para Forgotten Realms (Dungeon 155 – spoiler alert!): a briga na taverna com o mercenário contratado por Ninaram, a elfa espiã de Kalarel e a descoberta que o comerciante Bairwin é na verdade um evil cleric que fornecia pessoas para os sacrifícios necessários utilizados para abrir o selo que prende o dragão das sombras Shadraxil.

Relato das outras sessões dessa aventura:

sessão 2: Ei, Ninaran, viemos te pegar ! – “Dia da caça”

sessão 3: Kobold’s Lair – “Kobold Killer”

sessão 4: Sir Keegan, descanse em paz ! – “Fortaleza do Pendor das Sombras”

sessão 5: Matador de Undeads! – “Fortaleza do Pendor das Sombras 2”

vamos então para o reporte de sessão 1 – “Estranhos em Winterhaven”

essa luta com Bairwin deveria acontecer em seu templo escondido em baixo de sua loja mas como tínhamos muitos props de exterior, transformei a luta em uma perseguição e confronto no meio da cidade de Winterhaven com direito à auxílio do Thair Coalstriker, ferreiro anão e de expectadores moradores da cidade.

Visão geral de Winterhaven.

Quando o dia amanhece, os portões se abrem…

…e a cidade acorda.

A prioridade do grupo é encontrar e conversar com o mercador Bairwin sobre os estranhos acontecimentos envolvendo um culto maligno na cidade. Como o ferreiro ficava no caminho, o grupo passa por lá para ver como anda a encomenda de Thordek.

o anão Thordek negocia uma fullplate com Thair o metalsmith da cidade de Winterhaven.o anão negocia com Thair uma fullplate, feat que pegará assim que passar para o segundo nível

“Algo de muito estranho gira em torno desse senhor Bairwin. Vocês deveriam ver isso!” Thair Coalstriker

Visão da torre: as lojas de Bairwin e Thair ao fundo.

Ao ser confrontado pelos heróis o mercador Bairwin foge pela porta dos fundos. Na perseguição, o grupo descobre um pequeno templo da deusa das sombras Shar no subsolo da loja. Mesmo naquela penumbra, formada pela iluminação fraca de velas de chamas púrpuras, o assassino consegue distinguir três vultos que fogem por um alçapão em um canto superior daquela sala. Ao subirem descobrem que estão em um beco ao lado da loja e que figuras de robes pretas fogem pelas vielas da cidade. Thurlik, com seu poder de movimento pelas sobras e com um 20 natural no dado para acrobacia, sobe no telhado, pulando de um para outro, procurando uma melhor posição para ataque!

Thurlik se prepara para o ataque! Ele avisa aos amigos: “Tenho dois na mira!”

Quando o anão Thordek e o mago Handrazir saem da passagem secreta, Thurlik já está posicionado e com intel da situação! “São três cabeças!”

Graças ao aviso do assassino, os dois heróis entram em combate um pouco mais preparados. Mesmo assim, quando viram uma curva, são surpreendidos pelos vilões prontos para batalha!

O mago não está em boa situação! A criatura que ele persegue foi muito mais rápida e o surpreendeu.

Mas quem são esses dois seres escondidos por uma roupa preta? Bairwin continua correndo, confiando em seus capangas, quando o anão grita:

“Essa criatura não tem os pés!” Thordek

“São seres malignos das sombras! Nâo são desse plano!” Handrazir

Realmente o mago não ficou bem posicionado, percebendo o potencial da tragédia, Handrazir chama seu poder diário Wizard’s Fury e se eleva a mago super saiadin com dois mísseis mágicos por turno.

Os inimigos se revelam!


“Ei, o que está acontecendo? É o Bairwin fugindo! Eu sabia que ele era mal!” Thair Coalstriker

“Seres malignos em minha cidade! Tenho que ajudá-los!” Thair Coalstriker

Apesar da ajuda do anão Thair, Bairwin se mostra um clérico do mal ao evocar poderes das sombras e cegar o anão com uma rajada de energia  necrótica! Mas ele não esperava que o assassino Thurlik estivesse dando a volta pela casa para pegá-lo por trás.

“Night’s Veil!” Bairwin evil cleric

Thurlik e seu falcão dão a volta pela casa.

A milícia da cidade percebe a confusão e se aproxima.

O mago Handrazir é uma máquina de mísseis mágicos, com o action point são três mísseis nesse turno!

Poder de encontro: Dardos Congelados das Sombras ! + 3 shrowds + sneak attack! O clérico do mal ficou fatiado com as adagas feitas de pura sombra!

A batalha em seu clímax: o ceifador cego flanqueado pelos anões Thordek e Thair, o mago Handrazir usando seu poder de encontro Skewering Spikes no guerreiro Dolgaunt, Bairwin evil cleric lançando Night’s Veil na rapaziada e o assassino Thurlik lançando morte das sombras.

Bairwin, com apenas 1 PV, se recupera e tenta novamente fugir mas o assassino é muito mais rápido e furtivo que ele.

“Renda-se Bairwin, não tem mais para onde fugir!” Thurlik

“Parado Sr. Braiwin! O que está acontecendo nesta cidade?” Guarda

E com isso os inimigos são derrotados  e seu líder, Bairwin, fanático religioso, luta até seu último sopro de vida, soltando no final da batalha seu poder diário, Darkness Unleashed, cegando e empurrando os membros do grupo. Mas é impressionante a quantidade de talentos, habilidades e poderes do assassino, ele consegue por um fim ao líder do culto do mal da deusa Shar da cidade de Winterhaven.

“Já era parceiro! Olhe bem pra mim, vai ser a última coisa que verá nesse plano!” Thurlik Shadowbind

E os heróis caminam para mais aventuras envolvendo os mistérios que circundam a cidade de Winterhaven. Onde eles irão agora?

A elfa Ninaran tá de olho neles….

…Valthrun consultou sua biblioteca e descobriu a história do Keep. Agora o grupo sabe sobre o Sir Jerold Keegan, o dragão Shadraxil, o selo que o mantém no pendor das sombras e o falso sítio de excavação.

“Qualquer atividade que esteja ocorrendo na fortaleza, certamente significa problemas para Winterhaven e demais vilarejos. É preciso entrar lá e resolver o problema!” Valthrun o Presciente